arte de Bruna Daibert

arte de Bruna Daibert

PÃO E CIRCO #3 | Prato principal: Andaime Cia de Teatro

Você tem fome de quê?

O coletivo Instrumento de Ver e a La Boulangerie realizam, no próximo dia 21, mais uma edição do festim antropofágico na Cervejaria Criolina, a mais nova cervejaria cultural da cidade. O evento que mistura pão, cerveja e intervenções cênicas, em comemoração aos 15 anos de atividades do Coletivo, teve duas edições até o momento, em abril e maio, e agora segue rumo ao seu terceiro banquete com a Andaime Cia de Teatro.

Para quem conhece os dois grupos, pode imaginar que o menu da vez promete ser apetitoso, já  que a Andaime costuma realizar performances políticas com o descaramento e a contundência que o tema exige. Com sua verve performática, o grupo completa 10 anos de atuações nacionais e internacionais, assim como de experiências de vida cênica, que agora serão trazidas com muito escancaro ao circo do Instrumento de ver. O cenário político atual é desfavorável e, por isso mesmo, um prato cheio para a voracidade crítica da Andaime, faminta de trazer aos holofotes o que a vida ordinária esconde debaixo de seus panos sujos. E você, tem fome de quê?

Pão e Circo é uma oportunidade de encontrar os amigos ao som do coletivo de DJs do Criolina,  beber suas cervejas especiais, apreciar quitutes da padaria mais premiada da cidade e estar preparado para degustar deliciosas surpresas artísticas.

o circo

Instrumento de Ver é um coletivo de artistas independentes com formações e atuações diversas,  com pesquisa e produção nas relações entre as artes do circo,  dança,  teatro contemporâneo,  música,  fotografia e vídeo. Tem como objetivo fortalecer as artes por meio da criação e produção de projetos culturais que proporcionem experiências originais ao público, além de contribuir com a construção de redes de atuação colaborativas.

Este ano o coletivo completa 15 anos desenvolvendo sua pesquisa no sentido de utilizar o  circo como uma arte corporal permeável à interferência de métodos explorados por outras artes. Acredita que essa reinvenção de formas de criação proporcionará  outras possibilidades artísticas, alimentando a arte contemporânea com diferentes combustíveis.

o pão

Em parceria neste banquete, a La Boulangerie, uma padaria brasiliense tipicamente francesa, com pães produzidos de forma artesanal e seguindo o reconhecido "savoir faire" francês. Premiada pela Revista Veja como a Melhor Padaria de Brasília.

a cerveja

A Cervejaria Criolina é um espaço criado por artistas e produtores culturais apaixonados por cerveja, cultura local e por um estilo de vida onde arte e experiência são sempre aliados e que acreditam que revolução nenhuma é solitária, pra mudar o mundo é preciso uma turma. É neste espírito revolucionário do encontro entre o Coletivo Criolina e as cervejas especiais, feitas no bosque da Alecrim, do mestre cervejeiro Fábio Bakker.

Ousada, criativa e inspiradora desde sua concepção, a Cervejaria Criolina abre a sua casa em um Galpão Design, na zona industrial de Brasília - fora do sítio tombado da cidade e assinado pela BLOCO arquitetos, para oferecer cerveja sempre boa e diversão em doses industriais. Um espaço amplo, dinâmico e mutável, pensado para se transformar e ser transformado a depender da atração do dia. Na Cervejaria Criolina inovação, cultura e experiência são os motores propulsores: seja na decoração do ambiente à música nas pick ups dos Djs da casa. Uma experiência sempre única para quem visita.

SERVIÇO

Pão e Circo

Quarta-feira dia 21/06 à partir das 19h

Cervejaria Criolina

SOF Sul Quadra 01 Conjunto B lote 06

(atrás do Casa Park)

Informações: instrumentodever@gmail.com

61. 98133-4433 | 99966-0663

A primeira convidada foi a COMOVA, parceira do Instrumento de Ver nas criações audiovisuais, desde 2012. Aproveitando o encontro, foi lançado o último trabalho resultado desta parceria, o curta-metragem O Homem Banco, já selecionado para dois festivais internacionais, um em Portugal e outro na Áustria.

A primeira convidada foi a COMOVA, parceira do Instrumento de Ver nas criações audiovisuais, desde 2012. Aproveitando o encontro, foi lançado o último trabalho resultado desta parceria, o curta-metragem O Homem Banco, já selecionado para dois festivais internacionais, um em Portugal e outro na Áustria.

18301674_1327199277327816_1193127003466717313_n.jpg

O menu de maio foi o Mexidão Circense, com temperos especiais de artistas da cena local, convidados “a dedo” pelo coletivo. Allana Matos, Davi Maia e Nanci Cravinho estiveram juntos conosco em uma noite animada.